O Google Adwords é um serviço de anúncios pagos, são aqueles que aparecem nos resultados de busca, geralmente são os 3 ou 4 primeiros anúncios e tem uma indicação de em verde escrito “anúncio”. Basicamente você cria os anúncios e paga apenas pelos cliques gerados, ou seja se o anúncio aparecer para alguém e essa pessoa não clicar, você não irá pagar nada.

 

Porém, apesar de realmente ser simples iniciar uma campanha de anúncios, existem algumas estratégias que garantem a eficiência dos anúncios melhorando a sua performance tanto na taxa de cliques como também na redução do custo por clique.

 

E para te ajudar, separamos as melhores estratégias para as suas campanhas renderem mais cliques a um custo muito menor!

 

Pesquisa por palavra-chave

 

Montar um anúncio de busca é muito simples, basta selecionar algumas palavras-chaves, montar o anuncio e inserir o link da página para onde você quer que o usuário vá.

 

Mas se não tomar o devido cuidado, você ter uma campanha cara e com baixo retorno de cliques. E por mais que o Google tente te ajudar com sugestões de palavras, é preciso ter cautela na hora de selecionar as palavras, montar os anúncios e arrumar a página de destino.

 

É importante você saber a quantidade de volume que a palavra que você pretende investir possui. Para isso, existe uma ferramenta no Google capaz de medir a quantidade de buscas que uma palavra-chave possui e você pode segmentar para a cidade ou estado.

 

É essencial que você invista seus anúncios em palavras que tenham um número considerável de buscas, pois quanto maior for o volume de buscas, maior será a quantidade de visualizações do seu anúncio.

 

Lembrando que não existe um volume ideal, isso vai variar de cada palavra, portanto selecione pelo menos umas 10 palavras relacionadas com o seu produto e veja qual tem mais volume e foque nelas!

 

Por outro lado, também existe o nível de concorrência, que nada mais é a quantidade de pessoas investindo na palavra-chave vs. volume de buscas. E quanto maior a concorrência, mais caro será o custo por clique.

 

O ideal é conseguir achar um “meio termo” entre volume de busca relevante e nível de concorrência entre médio e baixo.

 

E por último, tem a qualidade do anúncio, onde o Google Adwords avalia se o seu anúncio é relevante e se página de destino está de acordo com o que o usuário estava procurando.

 

Tanto os seus anúncios como a página de destino precisam estar relacionada com a palavra-chave que você está investindo.

 

Google Display

 

O Google display são os anúncios visuais que são exibidos dentro dos sites. Eles podem ser em imagem estática (JPEG e PNG, etc.) ou animado (GIF e SWF). A conversão do Display é menor porém ele oferece uma função ótima para trazer de volta quem já acessou o seu site: o remarketing.

 

Para configurar o remarketing é preciso inserir um código no seu site, após isso basta criar um público com base nas pessoas que acessaram determinado site. Dessa forma, quem acessou o seu site, começará a visualizar os seus anúncios em display.

 

Essa estratégia é muito utilizada para reforçar uma ação incompleta, por exemplo, se um processo de compra não foi finalizada, ou um cadastro incompleto. Dessa forma, você pode trabalhar em cima das conversões que não foram realizadas.

 

Uma dica para o remarketing é ser criativo, criando anúncios como forma de lembrete ou mostrando outros produtos que possam interessar quem acessou seu site.

 

Esperamos que você aproveite bem essas dicas, lembrando que temos um guia completo de marketing digital que você pode baixar gratuitamente aqui além de entrar em contato com um dos nossos especialistas para te auxiliar a escolher a solução para a sua campanha.

 

Comentários

comentários

Por Rafael Shiroma
Analista SEO e otras cositas más da Ideiasweb