e-commerce

Muitos varejistas nos procuram a IdeiasWeb com o projeto de montarem um e-commerce para seu comércio. Acreditam que apenas criando a plataforma digital e cadastrando seus produtos passarão a atuar fora do raio que sua loja física consegue atingir (como outras cidades e outros estados) e com isso suas vendas aumentarão de forma expressiva.

 

Se por um lado esta premissa é verdadeira: o universo digital não possui barreiras, um e-commerce realmente tem um poder de abrangência muito maior que uma loja física; a pergunta que o empresário deve se fazer é a seguinte: minha empresa está estruturada para entrar no comércio eletrônico?

 

Um E-commerce não é apenas mais um site onde apenas você precisa cadastrar o produto e pronto. Criar um comércio eletrônico é como uma outra unidade do seu comércio que estará abrindo as portas, pois você terá que supervisionar tudo, como por exemplo a necessidade de estoque próprio, já que o consumo online é distinto do consumo no ambiente físico.

 

Além disso, outros fatores também são decisivos nos dois ambientes: atendimento, formas de divulgação, estratégias de venda, estratégias de fidelização e estrutura. A Atlas, uma startup de inteligência para e-commerce, lançou recentemente um ebook divulgando alguns dados sobre o comércio digital no Brasil, seguem alguns dados que comprovam o que dissemos acima:

 

Atendimento

É extremamente importante ter um canal de atendimento rápido e que consiga sanar as dúvidas imediatamente. Dados recente comprovam que lojas virtuais que não prestam um atendimento decente para o seu cliente teve uma queda na taxa de conversão de 1,6% em 2017 para 1,4% em 2018 e a taxa de abandono de carrinho é de 82,3%.

 

Formas de divulgação

51% das vendas acontecem após uma busca no Google. Ou seja, o seu e-commerce precisa pensar em soluções de marketing digital como Google Adwords (venda de anúncios através de palavras-chaves na busca do Google), SEO (busca orgânica) e remarketing (ferramenta do Google Adwords que identifica os sites visitados pela usuário e os exibem em banners de sites que aceitam a rede de display do Google).

 

Estratégias de vendas no e-commerce

A média de 29,8% das vendas se deram com frete grátis. Quer dizer que praticamente ⅓ dos pedidos realizados pelos e-commerces do Brasil se deram pela estratégia de venda do frete grátis, mostrando que o frete pode ser um fator de desistência da compra. Portanto deve-se entender o comportamento do consumidor online e buscar estratégias que saciem suas dores na compra virtual.

 

Estratégias de fidelização

Aproximadamente 77% dos clientes realizaram uma compra e a quantidade que compraram mais de 6 vezes é de apenas 5%. Esses dados mostram que os esforços estão voltados para atrair novos clientes e não manter aqueles que já compraram.

 

Estrutura

Entre 2016 e 2017 o número de pedidos realizados através de smartphones e tablets cresceu de 22% para 31%. Este aumento simplesmente mostra a necessidade de que as lojas virtuais sejam responsivas, isso quer dizer, se adaptem a todos os dispositivos.

 

Estruturar uma loja online à princípio pode ser complexo a ponto de parecer inviável, pensando nisso nós da Ideiasweb disponibilizamos todo know-how e um time de especialistas preparados para atender as necessidades não só da sua loja virtual mas também para sites institucionais que oferecem serviços.

 

Procure os especialistas em marketing digital da IdeiasWeb e descubra como posicionar sua empresa no mundo virtual.

 

 

Comentários

comentários

Por Rafael Shiroma
Analista SEO e otras cositas más da Ideiasweb